O SISTEMA ELÉTRICO BRASILEIRO EM GRÁFICOS:


Todos os gráficos desta página foram elaborados a partir de dados públicos, que podem ser acessados no website do Operador Nacional do Sistema Elétrico - ONS: www.ons.org.br.



Energia

Geração de energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) por tipo de fonte; dados mensais em GigaWatt: o SIN mudou de comportamento da partir do ano 2012, quando as usinas termelétricas, originalmente planejadas para funcionar como "backup" dos sistema, passaram a gerar energia na base, isto é, permanentemente. Esta mudança não foi prevista e nem planejada: os reservatórios das usinas hidrelétricas abaixaram subitamente no segundo semestre 2012 (ver gráfico seguinte) e as térmicas foram acionadas em caráter emergencial. Na sequência, a geração hidrelétrica deixou de ser regularizada ao longo do ano com antes de 2012 (no gráfico acima: oscilação sazonal muito mais ampla da geração hídrica depois de 2012).



Energia

Energia armazenada nos reservatórios das hidrelétricas do Sistema Interligado Nacional (SIN); dados mensais em GigaWatt; as barras horizontais indicam as médias anuais: A queda súbita e inesperada dos reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN) no segundo semestre 2012 exigiu o acionamento emergencial das usinas térmicas (gráfico seguinte), mas o nível médio dos reservatório nunca mais voltou aos patamares pré-2012, deixando o sistema vulnerável em anos secos como 2021.



Energia

Geração de energia termelétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN) de 2001 a 2021; dados mensais em GigaWatt; as barras horizontais indicam as médias anuais: Desde o ano 2016, as usinas termelétricas são acionadas no período de seca (de abril a setembro aproximadamente), mas cerca da metade da geração térmica é interrompida quando as chuvas recomeçam (por volta de novembro). Assim, os reservatórios das usinas hidreléticas não se recompõem (ver gráfico abaixo). Esta operação temerária do sistema decorre da suposição errada de estacionariedade das vazões naturais afluentes no SIN, que é adotada nos modelos matemáticos usados no planejamento (programa Newave).



Energia

Energia armazenada nos reservatórios das hidrelétricas do Sistema Interligado Nacional (SIN); dados mensais em GigaWatt; as barras horizontais indicam as médias dos períodos 2004-2011 e 2013-2020; uma queda de 30 pontos percentuais: Apesar da geração térmica muito maior após 2012 (ver gráfico anterior), os reservatórios nunca voltaram ao patamar pré-2012, deixando o sistema vulnerável em anos secos como 2021.



Energia

Geração hidrelétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN) comparada com o aumento da capacidade instalada de geração hidrelétrica no sistema; dados mensais em GigaWatt; a linha azul pontilhada é a média flutuante anual da geração hidrelétrica: A partir de 2012, a geração hidrelétrica real (linha azul, eixo vertical da esquerda) se descolou claramente da capacidade instalada de geração hidrelétrica do sistema (linha vermelha, eixo vertical da direita). Ou seja, o aumento significativo da capacidade instalada de geração hidrelétrica entre 2012 e 2020 (com a entrada em operação de novas usinas) não se traduziu em uma maior geração efetiva, como era esperado. Nesse contexto, o fato de a geração média estar hoje no mesmo patamar de 2012 indica uma redução progressiva da água que tem chegado às usinas hidrelétricas.



Energia

Participação das Fontes na geração de Energia no Sistema Interligado Nacional (SIN): Sem o aumento planejado da geração hidrelétrica (veja gráfico anterior), a participação da fonte térmica na geração total do sistema aumentou consideravelmente a partir de 2012, aumentando também as emissões brasileiras de gases de efeito estufa.



Para receber algum dos gráfico sem carimbos de fonte, basta escrever para: astrolabio@sergio.cortizo.nom.br.